15/12/12


nestes últimos tempos tenho sentido uma vontade enorme de escrever "para ti". sinto que é a única maneira que tenho, por agora, de me abrir e de "te dizer" aquilo que estou a sentir. sei que é uma estupidez, porque provavelmente nunca vais ler nada do que escrevo para ti. mas ainda assim, sinto uma necessidade diária de dizer que tenho saudades tuas, porque tenho mesmo, e parece que não param de crescer. a vontade de te beijar, de te abraçar, de te tocar, de olhar para ti, de estar no teu colo, de ouvir-te dizer que me amas, de ver-te chegar perto de mim, de te ver e ouvir sorrir, de ouvir a tua voz, de saber que estás do meu lado, e de poder dizer-te, sem qualquer medo, que TE AMO. porque amo mesmo, eu amo-te tanto .. espero que não seja tarde demais para vivermos tudo aquilo que não vivemos ainda, e que eu quero viver do teu lado. espero que não seja tarde demais para ter-te de novo do meu lado, para te amar (ainda mais) e ser amada por ti. 
tenho um grande orgulho naquilo que vivi contigo, acredita que foram os tempos mais lindos da minha vida, e aqueles que revivo constantemente na minha cabeça. lembro-te de tudo, desde o primeiro beijo até ao último, da primeira vez que disseste que me amavas até à última, dos tempos em que fui tua e tu foste meu. és o meu orgulho, acredita! e não vou desistir assim tão facilmente de nós, não consigo nem quero. espero que voltes .. disse e torno a repetir: eu amo-te!

1 comentário:

Liliana Malainho disse...

porque é sempre necessário partir para poder regressar

Enviar um comentário