17/05/14

Já não vinha aqui à quase 1 ano, e agora ao ler as coisas que escrevi nestes últimos anos vi como a minha vida mudou, e como eu mudei também. Ao ler os meus desabafos apercebi-me do quanto às vezes sabe bem libertar a minha mente e escrever, do quanto o simples facto de escrever exatamente o que me vai na cabeça pode ser reconfortante. Então, à 1 ano atrás estava a escrever sobre um amor que achei ser verdadeiro, escrevia como que com o coração partido inúmeras vezes pela mesma pessoa, mas ainda assim persistia em tentar e fazer resultar. Agora vejo o quanto isso foi um erro, um desperdício de quase 2 anos da minha vida, um desperdício de lágrimas, sacrifício. Também tinha a idade que tinha, e achava que não me ia voltar a "apaixonar" por mais ninguém, queria mesmo fazer aquilo ir avante a todo o custo, e fiquei nisto mais tempo do que queria e devia. Custou ultrapassar certas coisas, custou ter passado por outras, mas tudo isso fez-me crescer imenso, e também é a errar e a dar com a cabeça na parede que aprendemos a diferenciar o bem do mal, a saber lutar pelo que queremos mesmo que as possibilidades estejam contra nós, a insistir até não existir mais "e se?" na nossa cabeça, até sabermos que fizemos tudo o que podíamos e até secalhar o que não podíamos por uma certa coisa. E foi isso que aprendi com isto, porque não vale a pena mentalizar-nos de que queremos seguir em frente se ainda temos na cabeça que podíamos ter tentado mais isto e aquilo. Sempre me achei bastante madura para ser sincera, mas ao longo do tempo e à medida que olho para trás vejo que a maturidade é algo que aumenta imenso de ano para ano, e é uma sensação bastante reconfortante vermos que crescemos, que já não cometemos os mesmos erros, que olhamos para certas situações de outra maneira porque aprendemos, às vezes da pior maneira, que certas coisas apenas não valem a pena a nossa insistência, o nosso carinho, o nosso tempo, e muito menos as nossas lágrimas.

03/03/13

sabes ? não tenho palavras para te descrever nem para descrever o quanto és importante para mim .. em apenas 4 anos, tornaste-te numa pessoa tão especial, uma pessoa que nunca tive parecida na minha vida. és a minha base, e quando digo que não sei o que era de mim sem ti, estou a falar a sério, porque não sei mesmo o que seria. és tu que me conheces melhor que ninguém, sabes do que eu gosto e do que não gosto, tens sempre a palavra certa para o momento certo, estás lá quando mais preciso, sempre estiveste. compreendes-me, não me julgas, nunca o fizeste. sabes as minhas qualidades, conheces as minhas fraquezas, mas independentemente de tudo isso, continuas do meu lado, a aturar-me diariamente, constantemente, e sabes que isso tem um grande valor para mim. a nossa amizade tem um valor enorme para mim, é a melhor amizade que alguma vez tive, e espero mantê-la durante muitos mais anos! passei contigo momentos que não esquecerei, fiz contigo coisas que nunca imaginei fazer, partilhei contigo tudo, mas tudo mesmo nestes últimos anos .. dou graças a deus por teres aparecido no meu caminho e na minha vida, porque sem ti, seria tudo tão diferente. acredita que não dá para descrever a nossa amizade .. não é aquela típica amizade em que chamam nomes fofinhos para aqui e para ali, nem estámos sempre a dizer "amo-te" ou "adoro-te", porque ambas sabemos que somos importantes uma para a outra, e acho isso tão bonito, acho mesmo .. nunca duvides da pessoa que és, nem nunca, mas nunca deixes de ser como és, por ninguém, porque és das pessoas mais lindas que conheço, das pessoas mais genuínas e verdadeiras que há, e tens muito para te orgulhar! és minha irmã, não de sangue, mas de coração, e estou aqui para todas as tuas falhas e todos os teus sucessos, estou aqui para não te deixar cair nem te deixar desistir! estou aqui para tudo, tudo mesmo, sabes bem disso *

15/12/12


nestes últimos tempos tenho sentido uma vontade enorme de escrever "para ti". sinto que é a única maneira que tenho, por agora, de me abrir e de "te dizer" aquilo que estou a sentir. sei que é uma estupidez, porque provavelmente nunca vais ler nada do que escrevo para ti. mas ainda assim, sinto uma necessidade diária de dizer que tenho saudades tuas, porque tenho mesmo, e parece que não param de crescer. a vontade de te beijar, de te abraçar, de te tocar, de olhar para ti, de estar no teu colo, de ouvir-te dizer que me amas, de ver-te chegar perto de mim, de te ver e ouvir sorrir, de ouvir a tua voz, de saber que estás do meu lado, e de poder dizer-te, sem qualquer medo, que TE AMO. porque amo mesmo, eu amo-te tanto .. espero que não seja tarde demais para vivermos tudo aquilo que não vivemos ainda, e que eu quero viver do teu lado. espero que não seja tarde demais para ter-te de novo do meu lado, para te amar (ainda mais) e ser amada por ti. 
tenho um grande orgulho naquilo que vivi contigo, acredita que foram os tempos mais lindos da minha vida, e aqueles que revivo constantemente na minha cabeça. lembro-te de tudo, desde o primeiro beijo até ao último, da primeira vez que disseste que me amavas até à última, dos tempos em que fui tua e tu foste meu. és o meu orgulho, acredita! e não vou desistir assim tão facilmente de nós, não consigo nem quero. espero que voltes .. disse e torno a repetir: eu amo-te!